20 de jul de 2015

VESTIBULAR PAES - 2016

Iniciou-se dia 20/07 as inscrições para o PAES/2016, para o referido processo seletivo foi disponibilizado para Zé Doca um total de 35 vagas para o Curso de LETRAS.

COMO REALIZAR A INSCRIÇÃO:
1º Acesse: www.vestibular.uema.br;

2º Do lado esquerdo da tela clique em: INSCRIÇÃO - PAES/2016;

3º Digite seu CPF e clique em ENVIAR;

4º Escola a modalidade (SISTEMA UNIVERSAL OU SISTEMA ESPECIAL DE RESERVAS); (pessoas sem nenhuma deficiência escolher Sistema Universal)

5º Escolha entre INGLÊS OU ESPANHOL, para as questões de língua estrangeira de sua prova;

6º Escolha o curso que quer se inscrever, (ZÉ DOCA CURSO DE LETRAS), depois clique em CONTINUAR;

7º Crie uma SENHA  e preencha todos os itens solicitados, abaixo, responda também o questionário, feito todo o processo, clique em: CONCLUIR REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO  e Imprima seu boleto ou ficha de inscrição.

DÚVIDAS:
Fone: 3655-3453;
Ou na UEMA em Zé Doca, localizada na Rua Rio Branco - s/n - Centro - Zé Doca (prédio do antigo CEMA)

6 de jul de 2015

ARRAIÁ - CESZD/UEMA 2015



Aconteceu dia 26/06/2015, o I Arraiá Literário Organizado pelo Centro de Estudos Superiores de Zé Doca – CESZD, no referido evento contamos com a presença dos Servidores, Alunos do polo e sociedade geral, que puderam saborear uma variação de comidas típicas, além de prestigiar a apresentação dos grupos folclóricos, como a quadrilha Rainha de São João, organizada pelo Srº. Capixaba e também a Dança Indígena sob o comando do nosso Acadêmico João Braz.
Após as apresentações, a diversão continuou com a banda Pele Morena. 

25 de jun de 2015

Acadêmicos de Letras do DARCY RIBEIRO/UEMA de Zé Doca realizam evento de Língua Portuguesa

O projeto intitulado "Muito além da Língua Portuguesa: por uma sociedade sem preconceito linguístico" foi desenvolvido no polo de Zé Doca pelos acadêmicos do Curso de Letras. O referente trabalho teve como orientadora a professora Hérica Romena do Carmo, ministrante da disciplina Língua Portuguesa no Mundo e foi realizado com alunos do Ensino Médio do Centro de Ensino Bandeirantes.
O evento teve como objetivo geral: Valorizar os diferentes dialetos da Língua Portuguesa do Brasil, através de ações educativas que focalizam o ensino da Sociolinguística na sala de aula, apresentando ainda, formas e maneiras mais dinâmicas e contextualizadas relacionadas ao ensino da Língua. A socialização das atividades promovidas em sala de aula, oportunizou aos partícipes das oficinas, alunos do Ensino Médio do Centro de Ensino Bandeirantes, maior desenvoltura no momento em que se defrontam com os desafios que a Língua Portuguesa lhes apresenta.
Segundo as discussões realizadas em sala de aula sobre a Sociolinguística, os acadêmicos revelaram que essas possibilidades linguísticas estão presentes no dia-a-dia de estudantes e professores nas escolas e na comunidade, dessa forma, é impossível renegar toda essa diversidade dialetal. A questão do ensino da língua deve levar em conta a valorização das possibilidades dos falares existentes, uma vez que ainda são vistos como atos errôneos na sociedade brasileira.  Nessa ótica, é preciso contribuir para o conhecimento dos diferentes dialetos brasileiros nas aulas de Língua Portuguesa, sem partir para o cômico e para o irônico ao citar o falar específico de cada região e de cada indivíduo especificamente.
Para a professora Hérica Romano, ser o docente de Língua Portuguesa é muito importante junto ao ensino da língua, uma vez que deve servir de modelo ao apresentar questões concernentes à origem do idioma, e tende a ser relevante ao aprendizado de outras temáticas que giram em torno do ensino do nosso vocabulário. O estudo da língua desde a sua origem e evolução é muito importante para o processo de ensino aprendizagem da Língua Portuguesa na sala de aula. Saber a origem das palavras, e as formas com que chegaram ao nosso idioma facilita a compreensão de diversas temáticas propostas na escola, ainda ameniza a problemática que é o preconceito linguístico por parte de alunos e professores, uma vez que no Brasil, os dialetos tendem a crescer cada vez mais.  
Fonte: DARCY RIBEIRO
A seguir, confira fotos do evento:


 

23 de jun de 2015

Literatura Brasileira das origens ao Romantismo: Exposição Artística



A disciplina de Literatura Brasileira das origens ao Romantismo, ministrada pela professora Isabela Kelly para o curso de Letras do Polo Zé Doca teve como objetivo compreender o texto literário a partir do contexto que o gerou e sua ligação com outras manifestações artísticas do mesmo período, localizando no tempo e no espaço as diversas Escolas literárias das eras Colonial e Nacional, destacando o Quinhentismo, Barroco, Arcadismo e Romantismo.

Para tal concretização da disciplina foi realizada uma exposição artística, nas dependências do CESZD que contou com a participação da comunidade acadêmica presente no polo, onde os alunos fizeram apresentações solo, demonstrações, interpretações artísticas e literárias como outras formas de arte como pinturas, teatro e comidas típicas.

O momento foi de descontração e satisfação para todos os presentes no evento, uma vez que vivenciaram a Literatura Brasileira propriamente dita através de uma forma acolhedora e esclarecida.



5 de nov de 2014

Acadêmicos de Letras / Programa Darcy Ribeiro



A Semana Nacional de Ciências e Tecnologia realizada dias 29 e 30 de outubro de 2014 em Zé Doca-MA, contou com a participação dos alunos do IFMA, UEMA e comunidade em geral. O objetivo deste encontro foi favorecer toda sociedade de Zé Doca a um nível de conhecimento em suas dimensões Científica, Política e Cultural. A participação dos Acadêmicos do Curso de Letras do Centro de Estudos Superiores de Zé Doca, mais especificamente Alunos do Programa Darcy Ribeiro, teve como foco principal divulgar, ampliar e dar visibilidade a todos os visitantes sobre a importância da Literatura de Cordel, considerando as progressivas mudanças da sociedade em seu novo dinamismo social e acreditando que as rimas da Literatura, ainda hoje pode atingir um grande contingente escolar, proporcionando para os alunos  uma leitura rica e prazerosa.









Fonte: CESZD/UEMA